top of page

I Wanna Be Tour: emoção, música e nostalgia resumem o primeiro dia do festival

Atualizado: 14 de mar.

Em sua primeira edição, além de São Paulo, o evento passará por mais quatro cidades.



No último sábado (02), o Allianz Parque, em São Paulo, foi palco do primeiro dia de festival de música, “I Wanna Be Tour” promovido pela 30e, que reuniu grandes nomes do pop punk, rock e emo dos anos 2000, emocionando milhares de fãs que lotaram o estádio.


O show contou com dois palcos, um ao lado do outro, o “It's Not A Phase” (“Não é uma fase”, em tradução livre) e o “It's A Lifestyle” (“É um estilo de vida”). O que tornou a experiência um pouco melhor, diminuindo assim, possíveis atrasos entre as apresentações. 


Tudo sobre o primeiro dia de shows ‘I Wanna be tour’


A banda Fresno, abriu o festival, às 11h da manhã, o que gerou um certo burburinho nas redes sociais, em relação ao horário, mas isso não impediu que os fãs de levantarem cedo para curtir os hits, como: "Quebre as Correntes", "Casa Assombrada", "Eu Nunca Fui Embora", entre outros. Apresentação marcou o início da turnê “Eu nunca fui embora”, que dá nome ao próximo álbum do grupo, cujo lançamento está marcado para abril deste ano. 


E para quem achava que a apresentação parava por aí, ainda teve o Lucas Silveira, vocalista da Fresno, cantando ‘I Like Teen Spirit’, do Nirvana e ‘A Box Full of Sharp Objects’, com o The Used, sétima banda a se apresentar. 


“Eu tava com vergonha de cantar hoje de novo, mas o Robertinho chamou, eu fiz um doce e ai ele pediu de novo e eu não sou idiota de fazer pedir 3 vezes. Amo uma banda.”, escreveu Lucas em seu X (antigo Twitter). 

 

Lucas Silveira, da banda Fresno no palco com The Used. (Imagem: reprodução/ X/ @lucasfresno)

 

Logo após da Fresno, estrearam em solo brasileiro, Plain White T's, donos dos singles, "Hey There Delilah" — canção que recebeu a participação da cantora DAY LIMNS; e "Your Time Now". A banda reservou uma surpresa especial para os fãs brasileiros; "Nós nunca tocamos essa música ao vivo antes e por algum motivo ela é muito popular aqui no Brasil", antes de apresentar "Natural Disaster", que deixou a galera enlouquecida.


A terceira banda a se apresentar foi a Mayday Parade, que retornou ao Brasil após 11 anos e agitou o público ao som de "Jamie All Over" e "More Like a Crash". 


Logo após, a cantora Pitty, veio com tudo, além dos hits cantados como hinos pelos fãs, teve a primeira roda de bate cabeça do festival. O show fez parte do encerramento da turnê ‘‘ACNXX’, que acontecerá em abril, no Espaço Unimed, em São Paulo. 

 

Trecho da apresentação de 'Me adora' da Pitty. (Vídeo: Dois minutos/ Filipe Carvalho)

 

Em seguida, tivemos Boys Like Girls, revivendo sucessos dos anos 2000, incluindo "Love Drunk", "The Great Escape" e "Two Is Better Than One" - esta última, um feat feito com Taylor Swift. Durante a apresentação, o vocalista Martin Johnson, brincou: "Desculpe, ela não está aqui". Além da música, um aspecto notável do show foi o fato do vocalista estar com o braço imobilizado, mas isso não impediu a banda de se apresentar no festival.


As bandas Asking Alexandria e The Used injetaram energia punk e intensidade no festival. No entanto, alguns fãs ficaram desapontados com a qualidade do som, durante a performance do Asking Alexandria, que voltou ao Brasil após uma ausência de sete anos. 


Já, durante o show do The Used, contou com hits, "Pretty Handsome Awkward" e "The Taste of Ink", como citado anteriormente, a banda contou com a presença do Lucas, da Fresno.


No início da noite, a banda All Time Low, mostrou presença de palco e entregou uma boa apresentação, com “Dear Maria, Count Me In”, que agitou bem a galera.


Na sequência, o The All-American Rejects, infelizmente, enfrentou dificuldades técnicas de som, resultando em uma plateia nitidamente desanimada, apesar do entusiasmo do vocalista, Tyson Ritter. A banda só conseguiu cativar o público com suas três últimas músicas: "It Ends Tonight", "Move Along" e "Gives You Hell", todas sucessos dos anos 2000.


O NX Zero, subiu ao palco por volta às 20h e entregou alguns hits da tour “Cedo ou tarde”, além do medley de "Um outro caminho" e "Uma chance". Como já esperado, o público acendeu as lanternas dos seus celulares, o que fez a apresentação de "Cartas pra você", ser ainda mais especial.

 

Banda NX Zero se apresentando no 'I wanna be tour. (Imagem: Dois minutos/ Filipe Carvalho)

 

A energia levada pelo NX ao público se manteve durante o show do A Day To Remember, que entregou uma apresentação marcante ao som de "Miracle".


E o último show da noite, foi da banda mais esperada pelo público, Simple Plan, que teve direito a entrada com palco iluminado em vermelho e trilha sonora da saga "Star Wars".


A apresentação foi marcada pela interação do vocalista Pierre, com o público, além da preocupação do cantor, que parou a apresentação para ajudar um fã que passou mal, por conta do calor.


Além dos hits, "Welcome To My Life" e "Shut up!", a banda tocou a introdução de "Vira-vira", dos Mamonas Assassinas, a música, elevou ainda mais o clima nostálgico. E ainda, contamos com a participação da cantora Natasha Bedingfield, no feat de "Jet Lag".

 

Simple Plan em "Jet Lag" feat. Natasha Bedingfield. (Imagem: Dois minutos/ Filipe Carvalho)

 

No momento da canção viral do TikTok, "I’m Just a Kid" – que teve a participação de Di Ferrero, do NX Zero, o baterista Chuck Comeau, vestido com a camiseta do Brasil, se jogou em meio ao público, levando a galera ao delírio. 


Simple Plan, encerrou sua participação ao som de "Perfect", que emocionou os fãs, mas vale lembrar que os hits, "Crazy", “Perfect World” e “Save You”, vieram em medley, talvez pelo tempo de apresentação previsto, que foi em torno 1h30, esses grandes sucessos, não foram tocados na íntegra.

 

Pierre Bouvier vocalista do Simple Plan. (Imagem: Dois minutos/ Filipe Carvalho)

 

Confira outras cidades que receberão o evento


Realizada pela 30e, a turnê itinerante, passou no domingo (03), por Curitiba, passará na quarta (06), por Recife, no próximo sábado (09), Rio de Janeiro e domingo (10), por Belo Horizonte. Os horários das apresentações são os mesmos para todas as cidades e ainda há ingressos disponíveis para venda no site da Eventim


Texto por: Gabriela Vieira 

Imagens: Filipe Carvalho


Posts recentes

Ver tudo

Comments


bottom of page